Acontece

Edição nº1353 – quinta-feira, 11 de julho de 2019

Servidores entram com representação contra Ricardo Salles no MPF

Servidores do Ibama e do ICMBio que atuam em seis estados e no Distrito Federal enviaram, no mês de junho, representação ao Ministério Público Federal (DF) em que pedem que o órgão apure a conduta do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Eles acusam o ministro de adotar práticas de "assédio moral".

Na representação, as regionais da Associação dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente e do Ibama (ASIBAMA) pedem ao MPF que apure responsabilidades cível, penal e administrativa relacionadas ao ministro. As denúncias foram enviadas pelas associações de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Pará, Mato Grosso, Distrito Federal e Tocantins.

Os servidores acusam Salles de adotar políticas de "retrocesso ambiental" e de criar "entraves ao bom funcionamento dos órgãos". Segundo as regionais, o ministro utiliza "conduta atentatória contra os princípios da administração pública federal".

Este ano, três diretores do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), pediram exoneração. O então presidente do órgão, Adalberto Eberhard, já havia pedido exoneração, após o ministro determinar a abertura de um processo administrativo contra funcionários do ICMBio do Rio Grande do Sul, que, segundo ele, deveriam estar em um evento, mas não estavam – os funcionários afirmam que sequer foram convidados para a cerimônia.

Salles mandou exonerar Fernando Weber, que chefiava o Parque Nacional Lagoa do Peixe, no Rio Grande do Sul, depois de uma reunião que fez no local com produtores rurais. No Ibama e no ICMBio, funcionários afirmam que não podem mais se manifestar sem antes se submeterem ao MMA. As áreas de comunicação dos dois órgãos foram desmontadas e centralizadas no ministério.

Os servidores também denunciaram Ricardo Salles na Comissão de Ética Pública da Presidência da República. Os funcionários acusam Salles de difamar deliberadamente a imagem e a honra dos trabalhadores. A representação menciona um postagem no Twitter em que Salles expôs um servidor dizendo que a capaci-tação dele no exterior para aprender outras línguas tinha sido paga pelo poder público. E também outra manifestação, em resposta a um internauta, em que afirma que vai fortalecer os órgãos ambientais "com gente séria e competente", pois com "bicho grilo chuchu beleza já tá provado que não funciona".

 

Editorial

Combatendo fake news e falsas questões

Acontece

Suspensão da Resolução 23 da CGPAR é aprovada em Comissão na Câmara

Acontece

Seminário sobre compliance nas estatais em 26 de julho

Acontece

Fundo Amazônia segue ameaçado pelo Ministério do Meio Ambiente

Acontece

Site em defesa do Fundo Amazônia tem manifesto das Associações do BNDES e do Ibama

Acontece

Projeto apoiado pelo Fundo Amazônia faz Congresso sobre Agricultura Familiar em MT

Opinião

Carlos Henrique Reis Malburg (Carlinhos) e o espírito benedense

Opinião

Charge de Nelson Tucci

 

VERSÃO IMPRESSA

(arquivo em PDF)

 

EDIÇÕES ANTERIORES

(a partir de 2002)

AGENDA

Notícias da AF pelo WhatsApp

Para receber as notícias e informes da AFBNDES na palma da mão basta enviar uma mensagem via WhatsApp para o número (21) 96743-1955, informando que quer participar da lista de transmissão da Associação. O serviço é informativo, sem troca de mensagens ou compartilhamento do número do celular dos participantes.