Movimento

Edição nº1458 – sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Bancários terão reajuste de 10,97% em setembro

Os bancários terão reajuste de 10,97% nos salários, vales refeição e alimentação e demais direitos econômicos estabelecidos pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, com ganho real de 0,5% acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado entre setembro de 2020 e agosto de 2021, que ficou em 10,42%.

De acordo com o IBGE, o INPC teve alta de 0,88% em agosto, 0,14 p.p. abaixo do resultado de julho (1,02%). No ano, o indicador acumula alta de 5,94% e, em 12 meses, de 10,42%, acima dos 9,85% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2020, a taxa foi de 0,36%.

“O reajuste mostra o acerto do acordo de dois anos negociado pelo Comando Nacional dos Bancários com a Fenaban em 2020. Para nós, é motivo de comemoração, pois seremos uma das poucas categorias a ter reajuste com aumento real este ano. No caso dos trabalhadores de bancos públicos, talvez sejam os únicos entre as empresas públicas a conquistarem aumento acima da inflação”, observou a presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira. “O governo Bolsonaro fez reviver o monstro da inflação e, infelizmente, a grande maioria dos trabalhadores terão perdas salariais”, completou Juvandia.
 

Segundo dados do Ministério do Trabalho compilados pelo DIEESE, até julho de 2021 apenas 17,5% dos reajustes salariais no país foram acima do INPC, 32,2% iguais e 50,3% abaixo.

Confira, no site da Contraf-CUT, a fórmula de cálculo do reajuste.

 

Movimento

Conferência dos Bancários apresentou dados parciais da pesquisa sobre a Covid-19 na categoria bancária

Movimento

Teletrabalho garantiu menor contágio da Covid-19, revela pesquisa com bancários

Movimento

Procurador pede ao TCU afastamento de presidentes do BB e da Caixa

Movimento

Congresso Nacional dos Jornalistas defenderá medidas para proteger e revigorar jornalismo brasileiro, com taxação de grandes plataformas digitais

Institucional

“Dinheiro”: Novo livro de Belluzo e Gabriel Galípolo

Institucional

Financeirização no Brasil e na periferia

Opinião

Charge de Nelson Tucci

 
 
 
 
 
 

EDIÇÕES ANTERIORES

(a partir de 2002)

MOVIMENTO

Retração, inflação e revisão do Imposto de Renda, no Faixa Livre

Em entrevista ao Programa Faixa Livre, no dia 8/9, o professor de Economia da UFF, Victor Araujo, demonstrou surpresa com o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do país no segundo trimestre do ano, que apontou retração de 0,1%, de acordo com o IBGE, e lembrou que nem a volta do pagamento do auxílio emergencial foi capaz de conter as perdas. Ele avaliou também o cenário inflacionário, com influência do aumento do preço dos combustíveis e da energia elétrica, e analisou a proposta de revisão do Imposto de Renda aprovada pela Câmara dos Deputados.

Também tratando da revisão do Imposto de Renda, a presidente do Instituto de Justiça Fiscal e auditora fiscal aposentada, Maria Regina Duarte, criticou, no Programa Faixa Livre de 9/9, a redução da tributação para Pessoa Jurídica e da Contribuição Social Sobre Lucro Líquido (CSLL). Ela explicou os impactos da redução na arrecadação para a União, estados e municípios e opinou sobre a reforma administrativa.

O Programa Faixa Livre vai ao ar, ao vivo, na Rádio Bandeirantes (1360 AM) – toda segunda-feira, das 9 às 10h; e de terça a sexta-feira, das 8 às 10h.