Movimento

Edição nº1497 – sexta-feira, 17 de junho de 2022

Trabalhadores da Fiocruz divulgam nota repudiando fala de ministro da Saúde

Queiroga teria se referido a profissionais da Ciência como “cientistas fajutos”

O Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN) publicou nota repudiando recentes declarações do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, proferidas em reunião com deputados da Comissão de Seguridade Social da Câmara, veiculadas em áudios publicados pela mídia. Na ocasião, “de forma exaltada”, o ministro teria se referido a profissionais da Ciência como “cientistas fajutos”, desqualificando cientistas e publicações da Fiocruz.

“Reforçamos o papel da Fiocruz como Instituição que, por 122 anos, sempre atuou de forma a salvar vidas, produzindo conhecimento e fabricando fármacos e vacinas, promovendo a saúde do povo brasileiro. Independente das posições anticiência e negacionistas deste governo, a contribuição dos cientistas da Fiocruz é irrefutável, tanto neste período pandêmico, que nos ceifou milhares de vidas, quanto durante seus 122 anos de existência.”

“Repudiamos qualquer tipo de manifestação que resulte na desqualificação da meritosa ciência produzida na Fiocruz, construída com a fé inabalável na Ciência por gerações de servidores e servidoras, bolsistas, terceirizados e alunos, que, no seu conjunto, são reconhecidos nacional e internacionalmente, e fazem da Fiocruz um centro de excelência em saúde pública.”

“De um ministro da Saúde esperamos palavras e atitudes que, no mínimo, representem respeito, decoro e reconhecimento a todos aqueles cientistas e servidores que constroem a linha de frente ao combate dessa pandemia e estão a serviço do mais elevado espírito público. Atacando esses pilares, será impossível construir uma sociedade fraterna e justa socialmente.”

A nota é assinada pela Diretoria Executiva Nacional da Asfoc-SN.

Movimento

Dossiê mostra atuação anti-indígena da Funai durante o governo Bolsonaro

Movimento

Auditores fiscais da Receita protestam contra Projeto de Lei chamado de “Código de Defesa do Sonegador”

Movimento

Amazônia concentra os municípios que mais emitem gases de efeito estufa no Brasil

Institucional

A economia brasileira na encruzilhada

 
 

EDIÇÕES ANTERIORES

(a partir de 2002)

INSTITUCIONAL

Trabalho e Meio Ambiente em Seminário do Dieese

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos (Dieese) realizará um seminário internacional com o tema “Trabalho e meio ambiente: caminhos para uma transição energética justa no Brasil”. Gratuito, o evento será realizado de forma híbrida (presencial e virtual), em 30 de junho, das 9h às 17h, em Porto Alegre.

Inscrição pode ser solicitada pelo e-mail.