Acontece

Edição nº1504 – sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Audiência no TRT sobre o plano de retorno ao trabalho presencial do BNDES

Foi realizada na última quarta-feira (3) audiência de conciliação no CEJUSCJT 2º grau – Núcleo de Conciliação do TRT da 1ª Região/RJ –, no âmbito do processo ROT 0100823-77.2021.5.01.0006, no qual a AFBNDES recorreu da sentença de 1º grau que extinguiu nossa demanda contra o plano de retorno ao trabalho presencial no BNDES, sob a alegação de perda de objeto, sem, portanto, analisar o mérito. 

Para a surpresa do desembargador, o preposto do BNDES não compareceu à audiência; o que não nos causou estranheza a essa altura dos acontecimentos, dada a relação traumática que a representação dos empregados do Banco tem vivenciado com a Administração da instituição.  

Saltou aos olhos do Judiciário Trabalhista a falta de respeito e urbanidade refletida na ausência de autoridade competente do Banco para transigir ou, ao menos, abrir o canal de diálogo – nas palavras do próprio desembargador – naquele foro.  

Assim sendo, sensível à questão posta em nome dos empregados do Banco pela AFBNDES, que esteve representada por seus dirigentes e pela advogada Isabela Blanco, do escritório Cezar Britto Advogados Associados, diante de uma proposta de conciliação com questões ainda não atendidas e passíveis de acordo, o desembargador fez um chamado à direção do Banco, com endosso do procurador do Trabalho, resumido na ata da audiência abaixo transcrita:

“Aberta a audiência, depois de longas considerações sobre a necessidade de mediar o conflito materializado nos autos, sobretudo pela relevância da proteção à saúde do trabalhador, chegou-se à conclusão de que a ausência do BNDES à audiência dificulta sobremaneira a obtenção de um resultado útil para as partes. 

A Associação, por seus dirigentes, fez considerações sobre o desejo de dialogar e sobre a dificuldade de encontrar ressonância no BNDES. 

A Coordenação solicita à advogada do BNDES que leve aos dirigentes o pedido do Poder Judiciário para que, após o julgamento do Recurso Ordinário, possamos retornar à mesa de negociação para debater o caso dos autos, desta feita com a presença qualificada de algum diretor do banco público. O MPT recomenda à direção do BNDES que atenda ao pleito do Poder Judiciário.” 

A AFBNDES mais uma vez lamenta a atitude da atual Administração do BNDES de desrespeito ao corpo funcional benedense. Desta vez, perante o próprio sistema de justiça.

 

Acontece

AFBNDES incentiva assinatura da Carta em Defesa da Democracia

Editorial

Dia da Marmota

A negociação do Acordo Coletivo de Trabalho no BNDES

Acontece

Negociação 2022: Comissões se reúnem na segunda-feira (8)

Acontece

Ação CGPAR 23 e o pagamento de honorários advocatícios

Acontece

Debate sobre dominância financeira e fiscal no podcast da AFBNDES

Acontece

Confira o Relatório do Mandato 2020-2022 na AFBNDES

 
 

EDIÇÕES ANTERIORES

(a partir de 2002)

ACONTECE

Pedido de suspensão de amortizações de empréstimos já foi encaminhado à FAPES

A AFBNDES já foi enviou ao diretor-superintendente da FAPES, Carlos Frederico Rangel de Carvalho e Silva, o abaixo-assinado com o pedido de suspensão das amortizações dos empréstimos da Fundação nos meses de agosto e setembro de 2022. Noventa e quatro colegas assinaram o documento.