Movimento

Edição nº1504 – sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Pilotis da PUC-Rio pela Democracia

Carta formulada pela Faculdade de Direito da USP também será lida no Rio, em 11/8, nos Pilotis da PUC, no Buraco do Lume, junto à estátua de Marielle Franco, e na Candelária

A “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito!”, organizada pela Faculdade de Direito da USP, também será lida no Rio de Janeiro, no dia 11 de agosto, às 11h, nos Pilotis da PUC-Rio.

Dezenas de entidades lideradas pela Associação dos Docentes da PUC-Rio, entre elas a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), o Instituto de Advogados Brasileiros (IAB NACIONAL), a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e a Associação Juízes para a Democracia (AJD), estão apoiando o ato e endossam o seguinte manifesto:

“Em maio de 1977, os Pilotis da PUC-Rio se tornaram marco de uma importante inflexão na luta pelo restabelecimento das liberdades democráticas. Com o movimento estudantil à frente, mais de sete mil pessoas se reuniram e se manifestarem, desafiando abertamente a repressão: estudantes da PUC e de outras universidades, professores, funcionários, líderes sindicais, familiares de presos, desaparecidos e exilados políticos, além de representantes de diversos segmentos e organizações da sociedade civil.

Entre vozes e pautas diversas, sobressaiu aos muitos atos e movimentos que ali, no espaço da universidade, se ensaiava uma retomada democrática de se irradiar para além de seus muros, somando-se aos muitos atos e movimentos que se avolumavam pela cidade e pelo país.

Quarenta e cinco anos depois, a memória desses movimentos ressoa no ato que a Associação dos Docentes da PUC-Rio convoca, e reúne estudantes, funcionários e amplos setores da sociedade civil, representados pelas mais de vinte entidades e organizações que participarão do evento”.

Às 11 horas do dia 11 de agosto de 2022, novamente nos Pilotis da PUC-Rio, leremos a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito.

O momento já não é o de reconquistar a democracia, mas de protegê-la – agora, é preciso reestabelecer as condições e o espaço do diálogo e da concertação, de uma política que não tolera o autoritarismo e jamais autoriza a violência. As pautas e vozes do nosso tempo são ainda mais plurais do que eram em 1977, mas a ampla adesão a esse movimento – que novamente toma o país todo – dá mostras de que é preciso mais uma vez gritar em uníssono: Estado Democrático de Direito sempre!”

Feministas Também no Rio, grupos feministas estão programando a leitura da carta em defesa da democracia no Buraco do Lume, no dia 11/8, às 10h30, junto à estátua de Marielle Franco.

Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), outra manifestação está sendo programada para a Candelária, Centro do Rio, às 16h.

 

Editorial

Dia da Marmota

A negociação do Acordo Coletivo de Trabalho no BNDES

Movimento

Negociação sobre cláusulas econômicas na Mesa Fenaban

Movimento

SINAL reforça protagonismo dos servidores do BC no desenvolvimento do PIX

Institucional

Crise econômica e eleição presidencial no Jornal dos Economistas

 
 

EDIÇÕES ANTERIORES

(a partir de 2002)

INSTITUCIONAL

Um projeto para a reconstrução do Brasil, no Clube de Engenharia

Apesar das ameaças e dos ataques ao Estado Democrático de Direito no Brasil, há oportunidades de fortalecimento das instituições e de retomada do caminho do desenvolvimento, através de um novo pacto político envolvendo a sociedade. A aposta é dos palestrantes que participaram do painel “Um Projeto para Reconstrução do Brasil”, promovido pelo Clube de Engenharia no dia 2 de agosto. O ex-governador do Rio Grande do Sul (RS) Tarso Genro e o economista e professor Ricardo Bielschowsky (UFRJ) apresentaram um diagnóstico contundente da realidade atual brasileira e expuseram propostas que recuperam o rumo dos avanços nos campos social, econômico e político, destroçados nos últimos anos.

Para acessar o vídeo, clique aqui.